About

Sou directo e corajoso, sou um romântico, um apaixonado, vivo de sentimentos e dou valor a pequenos gestos, a pequenas palavras mas com grandes significados, sou um poeta, no meio das minhas palavras...Read more about me »

Lorem Ipsum Dolor comet

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit Featured Work

Keep in touch

RSS Feed Twitter Facebook

Subscribe via email

Aviso!!!!

Proximo texto " Comenta e atribui uma pontuaçao de 1 a 10 a cada texto...!"

“Estava a tua espera! “

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Tento esquecer o que vivi, o que senti, o que chorei, a dor que se apoderou de mim, para seguir em frente e começar uma nova vida!
A cada dia que passava, aquela dor ia-me matando.
Contava os dias para que aquele sentimento de sofrimento e escuridão termina-se.
Quando surgis-te, vinda do nada, devolves-te luz aos meus dias, o brilho aos meus olhos, o sorriso aos meus lábios.
Desde que te conheci nada era triste, tudo era alegria, tudo era maravilhoso, tudo parecia perfeito.
O meu coração voltou a bater como dantes, comecei acreditar de que as coisas podiam melhorar.
Os dias foram passando e cada vez que estava contigo, o meu sentimento e o meu desejo por ti, só aumentava.
O momento mais belo que jamais tinha imaginado, quando os teus lábios tocaram os meus, como já tinha saudades de um beijo sincero com desejo e sentimento.
Enquanto me deliciava com o teu beijo, senti as tuas mãos delicadas e suaves percorrerem o meu corpo, a cada toque teu o meu coração disparava, já não conseguia parar de te beijar.
A medida que me beijavas, ias-me tirando a roupa que cobria o meu corpo, sentia-me tão bem que não hesitei em parar por algum momento.
Parecia um manequim nas tuas mãos, e eu não estava a importar-me com isso.
Finalmente só uma palavra descrevia o cenário em que estávamos, nudez!
Um choque eléctrico, fez-se sentir no meu corpo.
Os teus lábios beijavam-me.
Os teus braços apertavam-me contra o teu corpo.
Sentia-te junto a mim, sentia a tua pele suave e com um aroma delicioso junto a minha.
As minhas mãos já só queriam percorrer o teu corpo e tu suspiravas a cada toque que eu fazia.
A cada segundo que passava tudo parecia mais belo e maravilhoso.
Sentia-me um apaixonado com a sua musa nos braços, tinha vontade de fazer amor, mas não queria que aquele momento termina-se, por isso na minha cabeça dizia que tinha todo o tempo do mundo para fazer.
Era capaz de passar horas nisto, ate chegar ao ponto em que íamos fazer amor.
Os corpos suados, juntos, um no outro, os teus suspiros cada vez mais intensos, este era o momento em que eu nunca pensei voltar a viver.
Este momento era tudo o que as minhas palavras não conseguiam adjectivar.
Voltei a sentir aquele desejo, aquela paixão, que só o poder do amor conseguia dar.
Começamos como desconhecidos, mas rapidamente tornámos-nos um só!
Os nossos corpos estavam colados, e as nossas mentes já faziam parte uma da outra…

Esta é a grande diferença entre sexo e amor.
Sexo: É louco, dá prazer temporário e dura pouco.
Amor: É bom, da vontade de não parar, amor faz os nossos corpos se exprimirem de uma forma, que nem nós próprios sabíamos que conseguíamos fazer.
Amor é paixão, é desejo, é ternura, e sentimento.
Amor é a única palavra que por muitas palavras que eu escreva não consigo dar-lhe o verdadeiro significado...

2 comentários:

  1. JoanaMacedo disse...

    eu passo-me a ler estas coisas :$
    oh, o blog é só um desabafo.

  2. JoanaMacedo disse...

    opa, porque escreves mesmo bem :)

Enviar um comentário